O ÚLTIMO TRI (76-77)

SPORTING-BENFICA, 3-0
O início de jogo foi retardado, pois a enchente era tal que havia pessoas dentro do relvado.

Bento soca a bola da sua área, impedindo Manoel de lhe chegar. Pietra está no lance. Reconhecem-se também Laranjeira, Nené e José Domingos. O Benfica perde por 3-0, com todos os golos a surgirem na fase final da partida.
Este é o primeiro jogo nacional que a minha memória alcança. Recordo-me de ouvir o relato, num sábado à noite. Antes deste, apenas recordo vagamente o Bayern-Benfica, da Taça dos Campeões de 75-76. Duas derrotas copiosas, portanto.

BELENENSES-BENFICA, 2-3
Com meia hora à Benfica, os encarnados chegam a 0-3 no Restelo. Depois ainda irão sofrer, mas a vitória não escapa. Esta a equipa que iniciou a partida.
Em cima: Romeu, Toni, Alhinho, Barros, Bastos Lopes e Vítor Baptista.
Em baixo: Nelinho, Nene, Chalana, José Luís e Bento.

BENFICA-V.GUIMARÃES, 1-0

Chalana nem começou a época como titular, mas, a pouco e pouco, tornou-se a figura central da equipa e do campeonato. Aqui, disputa um lance diante do V.Guimarães na Luz.

BEIRA MAR-BENFICA, 2-2
Foi a única vez que Eusébio defrontou o seu clube de sempre. Aqui salta mais alto que Sheu. Pietra está atento, e de costas reconhece-se Sousa - posteriormente seria campeão europeu pelo FC Porto.
O Benfica não vai além do empate, voltando a atrasar-se na luta pelo título.

FC PORTO-BENFICA, 0-1
O Benfica foi às Antas com quatro pontos de atraso. Era um momento de alto risco. O FC Porto tinha Cubillas, que aqui disputa o lance com Pietra, perante o olhar de Toni. Um golo de Chalana chegou para trazer os dois pontos da vitória. O Sporting empatou em casa, e, de um potencial risco de seis pontos, o Benfica terminou a difícil jornada com um atraso de apenas três. Um passo importante.

BENFICA-ATLÉTICO, 6-0
O Atlético ficou em último, e não mais voltaria ao convívio dos grandes. Na Luz, no fecho da 1ª volta, foi cilindrado por 6-0, numa tarde invernosa. Neste lance o guarda-redes impede a bola de chegar a Nené.

SPORTING-BENFICA, 2-1
Os capitães Laranjeira e Vítor Martins estão prontos para o jogo do título. Aquele que marca a extraordinária recuperação da equipa encarnada, como se percebe pelo quadro no fim deste post. Na Luz não cabe uma folha de papel.
 E é Vítor Martins, o "Garoupa", que marca o primeiro golo da partida, sendo vitoriado pelo jovem Chalana.

 O Sporting empata.

O brasileiro Manoel foge a Shéu, com Vítor Martins e Da Costa por perto. Mas no final, o Benfica venceria por 2-1, com o golo da vitória a ser anotado por Fernando Chalana.

V.GUIMARÃES-BENFICA, 1-1
Nelinho, que fez a melhor temporada da sua carreira, escapa-se a um defensor vimaranense.

Nem Nené conseguirá desfazer o empate na cidade de Afonso Henriques.

Vítor Martins e Toni lutam pela vitória, mas sem sucesso.

BENFICA-BELENENSES, 1-1
Mais um percalço que não comprometeu a caminhada. O Belenenses arrancou um empate na Luz. Aqui, João Cardoso vai tentar desarmar Vitor Martins e Nelinho.

O guarda-redes do Belenenses parece batido, mas a bola não entra, perante o desalento de Nelinho.

BENFICA-BEIRA MAR, 4-0
 Este é o onze que selou matematicamente o título, a três jornadas do fim, batendo o Beira Mar (já sem Eusébio), por 4-0.
Em cima: Bento, Eurico, Bastos Lopes, Toni, Shéu e Pietra
Em baixo: Nelinho, Nené, Chalana, José Luís e Alhinho.

Esta foi a capa do jornal "A Bola", no dia seguinte ao título.

MONTIJO-BENFICA, 0-1
Já virtual campeão, a equipa de John Mortimore desloca-se ao Montijo. Com Bolota no chão do pelado, Alhinho, Pietra e Eurico parecem ter o lance controlado. Mais atrás, Vítor Martins assiste tranquilo, com as bancadas repletas.

José Luís faz mais um cruzamento. A marca desta temporada foi a aposta nos jovens, com o lançamento de jogadores como Alberto, José Luís ou Chalana na equipa principal.

 BENFICA-FC PORTO, 3-1
Bento parece afastar o perigo, perante Toni, Eurico, Alhinho e Taí.

Simões e Gabriel não irão conseguir travar Chalana. O tri-campeão vencerá o FC Porto por 3-1, na penúltima jornada.

ATLÉTICO-BENFICA, 0-2
  A época termina com uma deslocação à Tapadinha (a última da história, em jogos oficiais). Vítor Martins controla a bola, vendo-se Mário Wilson e Toni mais distantes. Nelo Vingada actuou pelo Atlético.

A FESTA
Artur, Pietra, Chalana, Nelinho, Alhinho, Bento, Toni, Shéu e Nené comemoram no balneário. Romão Martins, Director de Departamento de Futebol, assiste orgulhoso.

O PLANTEL
Em cima: Diamantino, José António, Alberto, Eurico, Alhinho, Messias, José Domingos, José Luís e Bastos Lopes.
Ao meio: Romeu, Álvaro, Pietra, Bento, Artur, José Henrique e Barros.
Em baixo: Nelinho, Sheu, Toni, Nene, Vítor Martins, Moínhos, Chalana e Cavungi.

O ONZE 
(equipa que defrontou, e derrotou, o Sporting, no início da 2ª volta)
Em cima: Eurico, Sheu, Alhinho, Alberto, José Luís e Bento
Em baixo: Nene, Vítor Martins, Nelinho, Chalana e Pietra.

OS NÚMEROS, JORNADA A JORNADA

JOGOS A TITULAR, E GOLOS MARCADOS

Sem comentários:

Enviar um comentário